Te explico

Vem cá, do meu ladinho. Te explico direitinho como vai ser entre nós dois. Te explico, te beijo, te testo. É assim que eu começo. Depois, não importa. Não importa mesmo. Isso porque vai ser difícil resistir, já adianto. Vai ser difícil pela voz, pelo tom no telefone. Pelas ligações infinitas com gosto de fitas, das que amarram seus pulsos nos meus.

Eu prometo que te explico, mas vai ter que ser ao vivo. De rosto colado, de corpos suados, de algum jeito que você aprenda tentando várias vezes. Vai ter que ser comigo como eu sei que sempre foi em pensamento. Por cada momento, por cada sentido. Por cada "bom dia" ao pé do ouvido que talvez role de hoje por diante. E talvez adiante, talvez seja mais. Te explico, rapaz, mas você vai ter que obedecer. E seguir meus rastros, tocar meus lábios, encostar em mim até onde eu quiser.

Vem cá, do meu ladinho. Te sussurro direitinho o que me faz pirar.



0 Comentários:

Postar um comentário

Agradeço sua visita e espero que tenha gostado. Volte mais vezes!