Faz falta

A mente se esforça, mas o coração bate o pé. É que nem sempre é fácil deixar passar, nem sempre é fácil acostumar ao fato de que nada é igual. Faz falta, afinal. E não há nada que mude isso. Não quando o assunto é o que ficou de lado, o que ficou para que se pudesse seguir. É a vida, não é? Temos de seguir vez ou outra, não importa o que passa e o que fica. Às vezes, temos que sair, pé ante pé, e só olhar para trás quando o objetivo é alcançado. Às vezes, fato, temos que deixar nossas vontades de lado, ou então a vida trava.

A verdade é que com o tempo tudo fica mais claro. Percebemos nosso erros, nossos acertos, tudo. E começamos a entender o sentido de estarmos aqui. O sentido de vivermos plenamente, mas com tantas saudades e situações. Tantas dúvidas, vontades e pessoas, as que às vezes precisamos deixar passar. Tecnicamente, passar. Não até o fim. Tem sido assim pra mim. E está tudo bem, a vida segue. É que a mente se esforça, mas, às vezes, o coração bate o pé. Inevitável.




0 Comentários:

Postar um comentário

Agradeço sua visita e espero que tenha gostado. Volte mais vezes!