Não é você

A culpa que se sente
O carisma que falta
Não é você o que sobra
Na presença do que irrita

A verdade que se esconde
A saudade que continua
Não é você a culpa
Do que se vive por fora

Nem por dentro, se indiferente
Nem nos cantos, se é corrente
Não é culpa de quem sente
O pouco que se aflora

Não é você o centro
O que não vê o intenso
Dentre pessoas rasas

Não é você.


0 Comentários:

Postar um comentário

Agradeço sua visita e espero que tenha gostado. Volte mais vezes!