Quem é você?

Que me faz escrever a noite toda.
Que me faz recusar meus próprios pensamentos.
Quem é você, que de repente surge nos meus sonhos, se recusando a ir embora?

Me pergunto se sabe o quanto me atrapalha. O quanto me tira de foco, o quanto me mora. Sim, porque você mora. E eu não sei mais o que fazer pra te tirar do meu lugar.

Quem é você? Quem é você e o que fez com o que eu sinto agora?
Quem é você pra achar que tudo entre nós dois, tudo que não existe, existe?
Quem é você pra convencer meus pensamentos de que é você que espero?

Me pergunto se é loucura, se é muito tempo sem amar direito. Me pergunto se esse é o jeito que eu encontro de escrever em paz. Sim, porque é tudo que penso, tudo que escrevo.

É o que me faz querer, desejar.
É o que ocupa minha mente quando alço voo.
E voo alto, como se pudesse descer.

Mas não posso. Não sei se quero. Eu não sei nada agora, a não ser que enlouqueço a cada noite que perco pensando no que pensar. E sentir, e buscar.

Quem é você, que me toma sem tocar?
Quem é você?


0 Comentários:

Postar um comentário

Agradeço sua visita e espero que tenha gostado. Volte mais vezes!