Agonia

Tudo começa com a dúvida. Com o medo de perder e o medo de não ser aceito. Tudo começa com a sensação de erro e com vontade de sumir. Sumir mesmo, sair do mapa. A verdade, no entanto, é que isso é impossível.

Tudo começa com a dúvida e comigo foi assim. Amigos a menos, trabalho robótico. Cismas indispensáveis, cismas vulneráveis. O tipo de coisa que qualquer psicólogo gostaria de tratar. Tudo começa da mesma forma, tudo começa com o que não existe. Com o erro, que persiste, com a amizade que não se quer mais.

Eu não sabia, até que tentei. Até que aprendi que me aceitar era o caminho. Quando me perdi, achei que tinha me perdido, mas a verdade é que me encontrei. No dia a dia, no que sentia. Em todas as coisas que sempre fiz porque queria, não porme me induziam. No que escrevia, principalmente. Quando me perdi, me agarrei ao que tinha, à família. Me agarrei ao que acredito porque sabia que nada, de fato, poderia me parar se eu tivesse um objetivo.

E eu tenho, eu gosto. É que a felicidade pode ter o nome que eu quiser, eu aprendi. Inclusive o meu.





12 comentários:

  1. Fiquei até com agonia de ler o texto menina, achei fascinante e nos faz refletir e muito Carol, sempre arrasando nessas postagens.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?

    Achei muito bom o texto, super reflexivo, mandou muito bem. São os medos da vida, algumas vezes criamos situações que nos levam ao medo sem ter necessidade, é a busca pelo eu, para nos encontrar que também gera isso.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Hey, Carol!

    Muito bacana o seu texto!
    Eu acho que quando nos perdemos e ficamos cheios de dúvida, mais do que a agonia, o que nos assola é a ansiedade. Sei lá, comigo é assim... rs
    E sim, a vida fica muito mais leve e bonita quando aprendemos a nos aceitar.
    "É que a felicidade pode ter o nome que eu quiser, eu aprendi. Inclusive o meu." -> Essa última linha é sensacional! Parabéns!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Que texto mais lindo, Carolina! Me identifiquei com cada uma das suas palavras, consegui captar muito bem cada emoção através dos seus escritos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz de ler isso! Obrigada! <3

      Excluir
  5. Oie
    uau que pesado. Impossível não se identificar com pleo menos um momento em nossas vidas, gostei pois me senti acolhida por ver que não sou a unica

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  6. A gente tem que ser sincero consigo mesmo, não importa quanta agonia isso cause. Não adianta.

    ;*

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e espero que tenha gostado. Volte mais vezes!