Amor próprio é...

Levantar todos os dias com a certeza de mudar. Saber que nada acontece por acaso, mas tudo acontece como deve quando nos esforçamos. É saber que a vida é assim mesmo, que tudo é um espelho e que podemos correr o risco.

Amor próprio não é só o vidro que nos separa dos outros. Da inveja, da falsidade e da vaidade de sermos quem somos. Amor próprio não é só reconhecer o quanto precisamos nos valorizar. Amor, próprio mesmo, é sentimento, é virtude. É acordar ciente de que seguir é um desafio. E aceitá-lo.

Amor próprio, ah, amor próprio. Esse termo sugere que devemos nos amar. E devemos, mesmo, mas eu insisto: é maior que isso. O foco é você, mas isso inclui os outros. Inclui quem te rodeia, quem te ama e te odeia. Amor próprio, de verdade, se semeia.

E cresce, e supera. E não considera você maior do que ninguém.

Amor próprio é amar, inclusive. Repara só.

Imagem

0 Comentários:

Postar um comentário

Agradeço sua visita e espero que tenha gostado. Volte mais vezes!