Vazio

Naquela festa, naquela noite. Reparei de longe, enquanto você se gabava de algo que havia comprado.

Permaneci ali até que me visse de volta, o que não aconteceu. Mas tinha alguma coisa em você, tinha alguma coisa no seu sorriso. Não me parecia real.

Lembro de ter pensado que era só impressão. Afinal, você se gabava e sorria quando alguém mais dizia como era bom estar na sua pele. Lembro também de como me senti quando percebi que seus amigos se afastaram e seu olhar baixou ao ficar só.

É, eu sei. Estar rodeado de pessoas não é estar acompanhado, não é?

Reparei de longe, ainda de lado, o jeito com que coçou o queixo e se despediu. Sorriso típico de fim de festa. Tudo que eu queria, pensei, era que você me visse de volta. Você, que te vissem por fora.

Então te vi. E acho que entendi porque não aconteceu.

2 comentários:

  1. Que texto lindo! Me fez lembrar minha época de Tumblr.
    Realmente nem sempre estarmos rodeados de pessoas quer dizer que estamos acompanhados. Às vezes há um vazio interior que nem mesmo festas são capazes de preencher.
    Ótima reflexão.

    beijinhos!

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e espero que tenha gostado. Volte mais vezes!