Intenção


Quando nossas mãos se tocam, quando toca o piano da sala de estar. Quando nos abraçamos, nos beijamos e vemos um ao outro pela janela.

Quando sua voz ecoa pelo corredor, quando algum nó se desfaz numa briga. Quando a barriga explode de tantas borboletas ao mesmo tempo e a vida, ah, a vida ganha cor. Ganha tom. Ganha a nota que você toca quando me dá a mão.

Quando o dia passa, quando a noite cai. Quando toca a música e aqui não soa mais. Quando te ver me dá arrepios, mas tudo o que posso fazer é te arrepiar de volta. Só de olhar.

26 comentários:

  1. Adorei! Achei incrível sua forma de escrever.
    Abraços;**
    http://FebredeLivro

    ResponderExcluir
  2. Hey, Carol!

    Que texto apaixonado!
    "Ganha tom. Ganha a nota que você toca quando me dá a mão." Achei lindo esse trecho. Parabéns!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Você escreve muito bem viu!!

    http://infinitoparticulardoslivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Texto singelo e tocante. Ah ! O Amor. Só de pensar é meu estômago que cria borboletas rsrsrs.
    Beijos
    Resenha de Peça-Me o Que Quiser

    ResponderExcluir
  5. Ah, Carol! Sempre amei o jeito como você escreve, desde quando conheci a página no Facebook. Até tirei print de uma publicação que você fez dizendo que poderíamos enviar fotos para ganharmos textos exclusivos. Ainda quero mandar algumas para juntar meu amor pela fotografia com o seu amor pela escrita!
    E sobre a publicação de hoje, ela me provocou tantos bons sentimentos! Cada palavra lida foi um sorriso. ♥

    Beijos,
    Fernanda F. Goulart

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Fernanda! Você não sabe como eu fico feliz de ler esse comentário. Aliás, se não se importa, vou divulgá-lo na página. Vou amar ver uma foto sua no projeto! Manda mesmo! Beijos e muito obrigada pelo carinho. ♥

      Excluir
  6. Oi
    Para quem curte romantismo esse texto deve ser fantástico

    ResponderExcluir
  7. Olá! Amei seu texto! Cheio de emoção, sensibilidade e romantismo. Parabéns! beijos!

    ResponderExcluir
  8. Ahh que saudade de quando eu tinha inspiração para escrever esse tipo de texto.
    É o tipo que não se escreve "do nada". Precisa haver algum sentimento e com certeza há algum aí.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escreve também, Kemmy! Quanto ao restante, é bem por aí. Beijos!

      Excluir
  9. Olá,
    Que texto gostoso de ser lido.
    Ao final fechei meus olhos e pude ver a cena toda como um filme em minha cabeça.
    Muita emoção e sentimento transpassa por suas palavras.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  10. Quanto amor nessas palavras <3
    Amei

    ResponderExcluir
  11. Embora eu tenha sérios problemas com textos curtinhos assim, rs, gostei bastante do seu. Em poucas linhas transmitiu bastante sentimento.

    ResponderExcluir
  12. Olá Carol, não conhecia seus textos! Me identifiquei muito com essa frase: "Quando te ver me dá arrepios, mas tudo o que posso fazer é te arrepiar de volta. Só de olhar." Muito mesmo, é uma coisa que acontece de fato.
    Beijos. Adorei seu texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Isabela, obrigada! Seja bem-vinda! :*

      Excluir
  13. Oi!
    Que lindo! Adoreo seu texto, você escreve muito bem <3

    Bjs!

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e espero que tenha gostado. Volte mais vezes!