Será?

Tem algo preso na sua garganta
Eu posso sentir
Algo que quer me falar mais e mais sobre você

Algo que me faz ouvir daqui sua respiração

Algo que me faz desejar recomeçar

Mas não sei

Não sei por onde começar
Não sei no que isso vai dar
Não sei, mas queria saber


E acho que não sou eu


Será?



Gostou? Para receber os próximos posts, clique aqui. 

8 comentários:

  1. Nossa! Que poema demais, faz com que a gente reflita e fique pensando no que você falou.
    Continue assim... Parabéns.

    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  2. Que poema legal!Você escreve muito bem e mesmo pequeno ele mostra grande sentimento.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Adorei as palavras e parecia que realmente você estava falando comigo!
    Tem algo preso em minha garganta e quero colocar para fora, mas ainda não consegui coragem!
    Você escreve muito bem e mal posso esperar para ver mais textos de sua autoria

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Michele, obrigada! Espero te agradar e te ver mais vezes por aqui. ♥

      Excluir
  4. Oie
    que singelo o poema, rápido simples mas reflexivo, adorei ahaha parabéns, querida

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e espero que tenha gostado. Volte mais vezes!