Razão

Hoje acordei com vontade de escrever. Não em pensamentos, não em máquinas. No papel, como eu já deveria ter feito. Ainda sonolenta, peguei a caneta e comecei. Rascunhei sentidos e sentimentos, fiz de mim a tinta e me joguei. Mas acho que o efeito não foi o melhor, porque muito do que escrevi borrou. Não sei se foi o calor das mãos ou o suor, não sei. Sei que na palavra mais bonita a escrita bobeou. A brisa parou e a mente também. Eu escrevia que o amor é a melhor coisa que alguém pode sentir. Escrevia que o amor é o único sentimento que não enxerga. E fazia como se entendesse de amor e como se já tivesse vivido tudo que uma pessoa pode viver. Era isso que eu fazia quando tudo parou. Por alguns segundos respirei fundo e coloquei a caneta sobre a linha outra vez. Nada. O mesmo na segunda tentativa. Fiquei desamparada, sem saber no que pensar. Aos poucos a brisa retomava o seu lugar e a tensão, que já começava a tomar conta de mim, fez com que eu percebesse o que tinha acontecido. Não, não foi bloqueio criativo. Foi saudade. Foi vontade, indireta. Foi qualquer coisa que faz com que alguém não saiba mais por qual caminho andar. Foi o papel se recusando a entender o que eu tinha pra dizer e a caneta participando do complô. Afinal, meu texto era sobre amor. Tudo culpa do amor.



Gostou? Para receber os próximos posts, clique em "Participar deste site"!

6 comentários:

  1. Olá!!

    Adorei! Lindo e delicado!! Sempre a culpa é do amor! Pra que estamos aqui senão para compreender o que ele é?! Parabéns, escreve muito bem!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  2. vc escreve bem, gosto dos textos que leio por aqui...

    às vezes dá vontade de escrever num papel ou caderno, deixo os pensamentos fluirem e desabafo ali... mas quase nunca mostro a ninguém...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, fico feliz que goste. Acho que o legal é não deixar de escrever, né? Beijos!

      Excluir
  3. Olá, adorei seu texto, muito bonito e cheio de sentimento. Como é maravilhoso ter o dom da escrita, conseguir transpassar para o "papel" seus anseios e sentimentos e fazer com que outras pessoas também se emocionem. Parabéns!

    Beijokas da Quel ¬¬
    Literaleitura

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e espero que tenha gostado. Volte mais vezes!