Seus olhos

São a minha calma
Seus olhos são a minha calma
A minha alma

Seus olhos traduzem a minha paz
A minha voz
A minha inspiração
Meu ar

O ar que eu sustento
Que finjo respirar em dias frios
Meu aconchego
O silêncio que vem na sua falta

O silêncio
A minha paz
Seus olhos

Eu



Gostou? Para receber os próximos posts, clique aqui

8 comentários:

  1. Oie Carol, tudo bem? Foi você que escreveu? Parabéns, você escreve muito bem, adorei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Thaísa! Fui eu, sim. Beijo grande!

      Excluir
  2. Oi, tudo bem?
    Que lindo! Ameiii!! Continue sempre escrevendo!
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, obrigada! Vou continuar, deixa comigo. Beijocas!

      Excluir
  3. Oiiie
    Muito legal o poema, rápido e singelo, queria escrever assim

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! E quem disse que não pode? Beijos, obrigada pela visita.

      Excluir
  4. Gostei do poema, rápido e tocante! Você tem muito talento!

    Abraços e até!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita e espero que tenha gostado. Volte mais vezes!