Indireta

Eu nunca pude ver em seus olhos o que você queria me dizer. E eu sei que você tinha alguma coisa pra dizer, eu percebia em você uma pessoa diferente quando estava comigo. Agora, com as vidas separadas, com as rotinas direcionadas e o seu sorriso longe, eu sei que alguma coisa morre por dentro. Só que morre em mim também, porque eu nunca te disse o quanto eu apreciava sua presença, suas risadas, seu jeito solto de ser meu sem ser de ninguém.

Eu lembro de quando conversávamos sobre idiomas, sobre coisas perdidas, sobre a vida e você sempre cortava a história, porque eu estava graciosa demais com meu sorriso enorme e minhas bochechas vermelhas. Como eu me lembro de você, só eu sei e acho que vou guardar pra mim, porque se eu revelar, não vai mais ser só meu, vai ser só uma lembrança. Acho que agora tem que ser apenas uma lembrança, que guardarei com carinho, mesmo que não queira só guardar. Afinal, eu sempre soube guardar você. Mas machuca, sabe, nos dias mais vazios é de você que eu lembro. Ouvir sua voz me trazia paz, eu ficava bem comigo mesma. Hoje, agora, só penso nisso. Sei que existe alguma coisa aí dentro, escondida, que você sabe que existe e sabe que eu sei que existe. Pena que você esconde, pena que não quer se deixar sentir o que eu sinto quando escrevo pensando em você. Aliás, eu sempre faço isso, já que é o que posso fazer. E quando me pego lendo, perdida entre linhas e diálogos, me lembro das nossas conversas ao pé da escada, você, uma pessoa versada e eu, falando besteiras ao longo das horas.

Sei que alguma coisa morre por dentro, mas gostaria de saber o que pode morrer nessa história. Porque eu salvaria, se pudesse. Tem muita coisa aqui dentro que gostaria de ser lida.



Gostou? 
Para receber os próximos posts, clique aqui

4 comentários:

  1. Alguém já te disse que sua escrita é totalmente palpável?
    Eu gostei muito, de verdade. Criticamente falando, tem muito potencial.
    Beijos e muitos parabéns.
    Claquete Rosa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, obrigada! Obrigada mesmo. Beijos, Nathalia! ♥

      Excluir
  2. Amei chegar aqui em seu cantinho e ver um texto tão lindo, tudo aqui combina. Parabéns, seguindo já!

    Beijos Joi Cardoso
    estantediagonal.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba! Muito obrigada, Joi! Beijos e sucesso.

      Excluir

Agradeço sua visita e espero que tenha gostado. Volte mais vezes!