Resposta

Não nega que as minhas mãos te fazem tremer. Não nega o tom, a cor, o ar. Não nega que sabe o que quer de mim. Muita coisa muda ao longo desse mundo louco, muita coisa muda ao longo das nossas loucuras. Tão diárias, tão intensas e idiotas. Cuida do teu, não deixe que te façam mal, não deixe que o pensamento vá antes do sentimento. Não pense demais, nunca pense demais. A vida não perdoa quando pensamos demais, mudamos o tom, mudamos cor, forçamos o rumo. Adeus, seu orgulho, seu ar dissimulado, suas palavras. Seu jeito surdo, seu elogio mudo, seu relógio sem tempo. Não nega que eu te vejo. Não nega o jeito certo de agir a vida, não compra a tese de que vai ser igual ao que era antes. Não vai, nunca é. Muita coisa muda ao longo dos dias longos, dos dias vazios e dos dias em que não sou nada. Procure dividir-se em alguém, não deixe acabar se não sabe começar. Aprende, não é bom se acomodar. Nada é tão incerto ou caloroso que não possa ficar pior. Não nega o teu sinal, a tua sina. A tua vontade, a tua menina. Não nega que não sabe o que é, mas sabe o quanto pode ser. Não nega que finge, não nega que brinca, não nega que me vê. Não nega,  eu vejo você. Adeus, sua dúvida, sua risada, sua canção perdida. Sua dancinha ridícula, sua massagem perfeita. Adeus, você. Hoje eu não vou ficar.






Gostou? 
Para receber os próximos posts, clique aqui

0 Comentários:

Postar um comentário

Agradeço sua visita e espero que tenha gostado. Volte mais vezes!