Crônica de uma borboleta

Em um dia qualquer, onde alguém como eu procura novos rumos enquanto percorre as entrelinhas do que realmente deseja, me encontro realizada. Mesmo que não tenha exatamente realizado nada. Me pergunto por qual razão. Resposta? Não, nenhuma. Mas dizem que não são as perguntas que movem o mundo. Eu prefiro esperar, apesar de odiar esperar qualquer coisa. Mas parece que o tempo de Deus não é o mesmo que o nosso. Não tenho saída. Mas vou sair, ou, se preferir, recomeçar. Porque sou capaz de criar o que eu quiser e tenho capacidade suficiente de provar tudo o que eu digo. Em um dia qualquer, com qualquer um. Um que eu ame, que me ame, que me seja a cópia de tudo que eu sempre quis, escondido nos olhos da melhor pessoa do mundo. Sonho se imagina, sorte se faz. Destino se segue e estrelas são só pra admirar. Quem te guia são seus pés, menina. Você é capaz do que quiser. Sei disso e sigo a pé. Sozinha no coração, mas não por quem me acompanhe. Acredito em magia, em amor, em simpatias, em boas tradições. Fadas existem se você achar que sim e seu brilho reluz em tudo que você precisar que brilhe. A luz de Deus me guia quando estou no escuro. Não preciso ter medo de derrubar enfeite algum. Sou transparente. Tento. Mostro o que eu sinto com vergonha, mas sem vergonha alguma. Como você se vê diante de si? Se enxerga? Eu não. Vejo apenas o que quero ver de mim. Coisas boas, porque as más eu conserto à medida que os erros aparecem. O segredo é não ter segredos e nunca se arrepender daquilo que não fez. Você sabe amar? Sabe se deixar ser amado? Sabe quem é, de verdade? A vida é uma busca e a graça é justamente correr atrás de algum desejo. Um passo por vez, por caminhos tortos. Lindos e rápidos funcionam, mas podem dispersar. Espelhos em volta, pedras douradas, borboletas voando pra se esconder na chuva pesada. É a vida. Tudo tem encanto próprio, tudo me inspira. Sorriso, choro, raiva, beijo, tudo me inspira. Voa a borboleta, fica onde pode ficar e tenta alcançar campos maiores. E eu sigo tentando sempre sorrir mesmo se estiver em prantos. Sei que alguma coisa me acalmará. O bem sempre venceu. O mal que tenta chegar a algum lugar desde sempre. Mas posso ter asas, posso pensar. Sou uma delas. Não tenho medo de voar.





Gostou? 
Para receber os próximos posts, clique aqui

26 comentários:

  1. Acredito que esperar é sempre bem vindo. "Quem acredita sempre alcança" quem espera também.
    Ótima reflexão.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beijos também, Helana! Obrigada pela visita.

      Excluir
  2. Oi, tudo bem?
    Adorei o texto!
    Diante das adversidades não devemos desanimar jamais! Devemos ter fé e esperança, pois Deus sabe de tudo e sabe do tempo em que as coisas devem acontecer!

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maiara! Que bom que gostou, fico feliz. Beijos!

      Excluir
  3. Oiii, como vai?
    Achei incrível essa crônica, concordo plenamente contigo, temos que seguir em frente e criar asas para voar.
    Beijos
    http://segredosliterarios-oficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou bem, e você? Fico feliz por gostar, Morgana! Muito obrigada. Beijocas.

      Excluir
  4. Nossa amei o texto. Em vários momentos falou comigo, mexeu comigo. Amei mesmo <3

    xx
    Mari
    www.batomdecereja.com

    ResponderExcluir
  5. Amei sua crônica, mesmo! Achei linda e realmente te faz pensar! Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Adorei a crônica, esta muito bem escrita e me fez refletir um pouquinho *--* Espero que você continue trazendo seus textos para lermos *--*

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, linda! Obrigada, Jéssica! Sucesso para nós. Beijos.

      Excluir
  7. Oi! Gostei muito do texto, é delicado e reflexivo. Me tocou! Realmente existem momentos que precisamos saber esperar. Parabéns! Beijos, Carol Rocha.

    www.eicarolleia.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, xará! Fico feliz que tenha te tocado.

      Excluir
  8. Mas gente .... Eu realmente amei seu texto, porque tipo é exatamente assim que eu penso. Sempre vejo o lado bom das coisas e ignorou as coisas ruins.
    "Eu prefiro esperar, apesar de odiar esperar qualquer coisa." - Esta foi a frase que mais gostei.

    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, frase preferida, que legal! Obrigada, Larissa! Beijos.

      Excluir
  9. Muito linda sua crônica!! Verdadeira, atual, tocante... gostei muito e espero ler outras em breve :D
    Parabéns!!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, deixa comigo! Obrigada, Gabrielly!

      Excluir
  10. Ameeeei o texto, parabéns! Muito lindo e delicado, me tocou!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  11. Uau!!!
    Que texto lindo... adorei a forma como escreveu e me deixou emocionada inclusive. Parabens, de verdade e poste sempre seus textos, são incríveis!

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  12. Que bela narrativa! Gostei muito. Parecem aqueles devaneios que algumas vezes temos, não? Há momentos em que quero apenas deixar as coisas seguirem seu fluxo, mas quem disse que aguento? Depois me culpo, porque acabo prejudicando a mim mesma ao tentar controlar tudo. Como você disse, quem me guia são meus pés. Sou dona deles, mas às vezes parecem ter vida própria (rs). Adorei seu texto. Parabéns.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado, Francine! Você captou exatamente. Beijos!

      Excluir

Agradeço sua visita e espero que tenha gostado. Volte mais vezes!